Festa da vida celebrada pelo 8º ano

O 8º ano de catequese lembrou a 20 de Junho a vida. Isto porque, no culminar de um ano de catequese, os 10 adolescentes recordam quem lhes deu o Ser.

Desde logo frisaram que “para termos vida, Cristo nasceu! Para termos vida em abundância, Ele morreu! E para acreditarmos na vida, Ele ressuscitou! Senhor, há muito tempo que tento definir a vida. Descobri que fica bem definida, se faço viver os meus irmãos. Vida é alegria, é trabalho, é fé, esforço e caminho.  Vida é oásis e deserto, bonanças e tempestades. Vida é encontro, és Tu, bom Jesus. Viver é crescer e procurar crescer, é encontrar-me Contigo, que dizes: “Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância”; “Quem perder a sua vida por minha causa, salvá-la-á.” Estamos nesta celebração para crescermos Contigo E em Ti, celebrando a FESTA DA VIDA.”

Em todos os momentos, juntamente com pais e familiares, estes jovens participaram activamente. As leituras foram delegadas para os pais, mas o ofertório solene e demais momentos marcantes foram feitos por eles mesmos.

Como realçou o Pároco nesta celebração, a Eucaristia é a actualização da Vigília Pascal. Celebração repetida e de acção de graças. Na verdade o Padre Vítor aproveitou para explicar que o cristão vive de símbolos e, todo e qualquer ser humano, necessita de demonstrações visíveis. Um dos símbolos mais recorrentes e expressivos é a cruz que é sinónimo de vida, Jesus ressuscitou. Outro sinal exterior é a vela que é também ela sinal de vida e da luz que é Jesus, aquele que ilumina e acalma, mesmo quando se pensa que está a dormir. “Celebrar a festa da vida é confiar em Jesus Cristo que nos dá a vida. Se estou aqui tenho de fazer na minha vida aquela que é a vontade do Pai. Ou seja, escolho o meu caminho e Deus respeita a nossa liberdade. Celebrar a vida é escolher o caminho do Senhor. Só esse caminho dá a verdadeira vida”, advertiu o Sacerdote.

Cheios de entusiasmo, os adolescentes receberam das mãos do Sacerdote, com a ajuda do catequista Guilherme Castilho, a cruz de Cristo símbolo, então, da verdadeira vida. Saíram, com a cruz de Cristo como luzeiro, e certamente incentivados a escolher o caminho que dá a vida: Jesus Cristo. Entram com a vela na mão, como luz para os seus caminhos, que será também luz para a vida.

IMG_4583 IMG_4553 IMG_4543 IMG_4542 IMG_4511 IMG_4529 IMG_4533 IMG_4537 IMG_4539 IMG_4508 IMG_4500 IMG_4498 IMG_4488 IMG_4485

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *