O mês popular no Centro Social

Junho é o mês dos Santos Populares. Também foi um mês popular no Centro Social de Cardielos onde os Santos foram o chamariz, bem como o dia da criança e as actividades camarárias.

Logo a 1 de Junho, as crianças do 1º e 2º anos da escola primária de Cardielos vieram ao Centro Social a convite da instituição para uma actividade intergeracional, que muito agrada aos seniores. Em contacto com os mais novos desenvolveram jogos, ensinaram e aprenderam cantigas e, ainda, fizeram uma aula de ginástica para todos. Os mais novos não saíram sem levar uma recordação cheirosa deste dia, feita pelos utentes, e também rebuçados para adoçar a boca.

A 12, os Santos Populares começaram a ficar em evidência, pois nesse dia decorreu a preparação e colocação da decoração para estas datas festivas na instituição. Foram dias de trabalho, mas às festas populares não faltaram os balões e os arcos.

De Cardielos para Vila Nova de Anha, a 17 do mesmo mês, os seniores bailaram a tarde toda ao som da música grava no baile camarário do projecto envelhecer com qualidade. Na pista de dança concentraram-se mais de 300 dançarinos habituados a estas lides.

Ainda antes de sentirem ‘o cheiro’ dos Santos Populares, os idosos passaram pela cidade de Viana do Castelo para o momento da partilha de histórias da ‘Páginas da Vida’, a 23 de Junho. A história baseou-se no alertar para a necessidade de hábitos saudáveis, nomeadamente através de uma aula de ginástica.

Por fim, a 24 de Junho, chegou o S. João com sardinhas, broa, pão com chouriço e panaché para todos. Um verdadeiro arraial no Centro Social, com baile e cantigas a preceito. Além da lenda da fogueira, alimentada com este Santo Popular, os utentes jogaram com os provérbios, as quadras e as adivinhas para aprender mais sobre S. João.

Uma tarde que fica na memória e que lembra os arraiais de outros tempos. A diversão, quer hajam arcos e balões ou não, é sempre a mesma. A sardinha a pingar no pão faz as delícias e leva a percorrer-se uma viagem no tempo, seja com S. António, S. João ou S. Pedro, isto porque, são os três santos populares mais festejados pelo povo português, desde o Minho ao Algarve. Lembra o ditado popular: “Santo António a treze de Junho com marchas de encantar, a vinte e quatro o S. João, a vinte e nove S. Pedro a terminar”.

 

DSC04751 DSC04745 DSC04726 DSC04699

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *